O brasileiro sabe o que é consciência de classe?

Informática

Culinária

Moda

Games

Automóveis

Viagens

Interessante

Música

Cinema

Meio Ambiente

Relacionamento

Política

Saúde

Dicas Diversas

O brasileiro sabe o que é consciência de classe?
Por Camila Naxara | Publicado em 5 de março de 2021 ás 12:06

Ao que parece, não. A grande maioria da população não possui consciência de classe. Muita gente ainda bate na tecla de que o Brasil está melhorando, entretanto, onde está acontecendo esta melhora?

consciência de classe

Do contrário, as pesquisas só confirmam o contrário; a desigualdade vem batendo recordes nos últimos anos e vemos cada vez mais pessoas em situação de rua, principalmente nas grandes metrópoles. E a classe média se mostra cega.

De acordo com pesquisas da Oxfam – que atua em mais de 90 países procurando soluções para o problema da fome, desigualdade e injustiças – a escala de desigualdade vem crescendo muito no Brasil.

No segundo semestre de 2019 superamos o pico histórico do ano de 1989. O país que havia saido do mapa da fome no governo de esquerda, agora se encontra mais desigual do que era há 30 anos.

A Consciência de classe é fundamental para uma sociedade mais justa

Em dezembro de 2020, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, emitiu um relatório informando que o Brasil ocupa o 8° posto de pior nação do mundo em diferença de renda, sendo assim, o Brasil se encontra a frente apenas das Nações Africanas e algumas asiáticas.

consciência de classe

Além disso, o coronavírus está aí, mostrando ainda mais fatos. Segundo o próprio (des)Ministro Paulo Guedes, o auxílio emergencial deu visibilidade (poder de compra) à 40 milhões de pessoas que foram transportadas para o mercado consumidor, o que fez a economia se manter.

Foi necessária uma pandemia para mostrar a uma parte da sociedade que, a outra parte dela é composta por “invisíveis”, ou seja, pessoas vulneráveis que se encontram em situação precária, incapazes de se manter. Os excluídos da sociedade.

De acordo com um relatório intitulado “O Vírus da Desigualdade”, lançado pela Oxfam, com estatísticas detalhadas em relação ao efeito da pandemia, enquanto os ricos do mundo já recuperaram suas perdas (muitos só fizeram mais fortuna), o restante da população levará em média 14 anos, NO MÍNIMO, para se recuperar.

Entre abril e julho de 2020, a fortuna dos bilionários do Brasil cresceu TRINTA-E-NOVE-POR-CENTO, em meio à pandemia, ou seja, 42 bilionários brasileiros aumentaram sua fortuna em 34 bilhões de DÓLARES.

consciência de classe

E o que isso quer dizer? Quer dizer que o Brasil voltou a ser o país onde o rico cada vez fica mais rico. E o pobre cada vez fica mais pobre, e o motivo todo mundo já conhece: é que o de cima, sobe e o debaixo, desce.

Isso é o que acontece em governos com ideologias neoliberais. Você sabe o que é liberalismo e neoliberalismo?

E tem quem acredita que o país está melhorando. Será mesmo que o governo de direita, defensor dos interesses da elite, está sendo realmente bom para a maioria dos brasileiros? Vejamos:

Para a maior parte da população, comer carne voltou a ser sinônimo de luxo

  • O litro da gasolina já chegou a R$6,00 nos postos
  • O dólar está batendo os R$5,70
  • Já o preço da carne, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Supermercados, houve um aumento de mais de 30% em 2020. A perspectiva para 2021 é ainda pior.
  • Bônus: O preço da cerveja também vai aumentar em 2021. Segundo estimativas de produtores e de entidades do setor, o mercado deve reposicionar os preços neste 1º semestre, e o aumento ao consumidor final deve ficar entre 10% e 15%, seguindo a tendência de aumento dos alimentos.

Assim sendo, quem não é dono de posto de gasolina, dono de frigorífico, banqueiro, dono de cervejaria ou um dos filhos do Bolsonaro, i’m sorry, sua vida não está tão boa assim e a tendência é piorar.

A classe média brasileira tem a equivocada ideia de proximidade com as elites e uma visão errônea de que os ricos são os provedores de empregos, os “lírios do campo” que colocam o pão de cada dia na casa do trabalhador.

Mas a história não é bem assim…

O que é Consciência de Classe

consciência de classe

Primeiramente, é importante que o brasileiro aprenda o que é consciência de classe para entender a sua posição na pirâmide e, finalmente, enxergar que defender os interesses da elite é ir contra a si mesmo.

Sendo assim, se você precisa do seu trabalho para manter o seu “estilo de vida”, seja ele qual for, e tudo pode mudar se o seu chefe te demitir e o seu salário deixar de cair no quinto dia útil, entenda, você não faz parte da elite. Em outras palavras, você não está no topo da pirâmide.

A propósito, sua casa, seu lote e seu carro financiados em parcelas não se encaixam em grandes fortunas, nem mesmo à sua poupança, a menos que você tenha mais de 1 milhão de reais. Entenda, você não é milionário para ser da elite.

A elite precisa pagar mais impostos SIM

É preciso compreender a discussão sobre taxar grandes fortunas, uma ferramenta importante para amenizar a desigualdade social, comprovada por estudos no mundo todo. Por isso, taxar milionários e inverter a pirâmide tributária, diminuindo impostos sobre consumo e serviços e passando para renda e patrimônio, ajudaria muito no combate à pobreza.

Justiça é isso: Quem tem mais dinheiro, paga mais impostos.

Antes de mais nada, grande fortuna, quem tem são os grandes empresários, como Luciano Hang, mais conhecido como Véio da Havan, que possui uma fortuna estimada, em 2020, de 3,6 bilhões de dólares (aprox. 20 bilhões de reais).

Além das lojas de departamentos, Luciano Hang também possui uma agência de viagem, uma administradora de imóveis, um hotel e pequenas usinas hidrelétricas no Rio Grande do Sul.

Só na pandemia, o véio lucrou cerca de 10 bilhões de reais e seu patrimônio aumentou absurdamente, segundo a infomoney. Por isso ele e muitos outros da elite fazem arminha, compreende?!

E tem mais! Ao invés do véio pagar mais impostos e ser taxado por acumular bilhões enquanto tem gente procurando comida no lixo, o Véio simplesmente sonegou R$168 milhões para a receita federal, dinheiro este que poderia ter sido direcionado para a saúde, por exemplo.

Além disso, a dívida de Luciano Hang foi parcelada pelo governo federal em 115 anos. Percebem como o governo de direita só favorece as elites?

A elite não paga nem os impostos mínimos que devia pagar e diz por aí que foi o Partido dos Trabalhadores que destruiu o país (governo este que tirou o Brasil do mapa da fome)

Não sairei em defesa do PT, pois tenho duras críticas ao partido, mas não serei injusta em negar as conquistas e oportunidades que o mesmo trouxe há milhares de brasileiros, inclusive para você, que agora está sentindo o peso no bolso por acreditar ser de direita.

É importante que você entenda, que se você não tem privilégios, como o véio da Havan que parcela suas dívidas em mais de 100 anos, não tem milhões no banco, não controla o estado ou não tem influência sobre ele, você está na base da pirâmide social. Sendo assim, você é dominado, não dominante.

Por isso é essencial ter consciência de classe, parar de acreditar na boa fé da classe dominante e passar a brigar pelas políticas que beneficiam a classe dominada, ou seja, os trabalhadores. Defender os serviços públicos e não cair em lorotas de estado mínimo, é ter consciência que para os ricos, o lucro está acima de tudo, inclusive da vida.

Em outras palavras, no capitalismo selvagem em que vivemos, apoiado pela direita brasileira, é mais fácil, você classe média ficar pobre do que entrar para o seleto grupo dos bilionários.

Quer entender mais sobre o assunto? Assista a este vídeo bapho da maravilhosa Rita Von Hunty. Os cinco minutos melhor aproveitados do seu dia.

E tenham consciência de classe!

Leia também: Entenda a importância da vacinação combinada ao lockdown

Veja +
() Comente pelo Facebook