Adeus preguiça: Crie uma rotina e aprenda a malhar em casa!

Informática

Culinária

Moda

Games

Automóveis

Viagens

Interessante

Música

Cinema

Meio Ambiente

Relacionamento

Política

Saúde

Dicas Diversas

Adeus preguiça: Crie uma rotina e aprenda a malhar em casa!
Por Camila Naxara | Publicado em 27 de abril de 2021 ás 15:10

Devido ao fechamento das academias ou simplesmente aos cuidados de cada um referente a pandemia, muitas pessoas deixaram de frequentar locais de aglomeração e optaram por malhar em casa. E sinceramente, há muitas vantagens nisso; mais flexibilidade no horário, economia e sobretudo, evita o contágio do vírus.

Malhar em casa

Entretanto, a ideia pode gerar um certo desconforto. Algumas pessoas sentem certa dificuldade em construir novos hábitos, outras sentem-se desmotivadas, entre outros motivos.

Antes de mais nada, acredite, uma vida mais saudável traz inúmeros benefícios! A seguir lhe daremos algumas dicas 😉

Crie uma rotina e mantenha o foco

Primeiramente, faça uma lista e estabeleça horários; fazendo desta forma, tudo fica mias fácil. Seu cérebro não terá que fazer decisões, nem ficará na dúvida do que tem ou não que fazer, afinal, já está tudo programado. Ele funcionará meio que no piloto automático.

Após criar sua rotina, o faça (se possível) sempre no mesmo lugar, para reforçar a rotina. Todavia, opte por um lugar que tenha espaço suficiente para que você se movimente da forma adequada.

Trate seu novo hábito como prioridade e tenha como meta, uma vida mais saudável. De início, a preguiça vai surgir um dia ou outro, tenha foco (!) e continue mesmo nesses dias.

Equilibre sua dieta

Antes de mais nada, evite alimentos ricos em açucares. Aposte nos nutrientes, farão um bem gigantesco ao seu cérebro, órgão internos e pele. Além de gerar vitalidade e ânimo na hora de malhar.

Opte por alimentos balanceados com carboidratos e proteínas, antes dos treinos. Tais alimentos garantem a permanência e crescimento da massa magra, além de gerar energia.

Tenha gatilhos mentais para te motivar a malhar em casa

De antemão, vista-se como se fosse à academia e crie uma playlist para malhar. Músicas agitadas acabam aumentando o seu ritmo, o que gera uma maior queima de calorias.

Nesse sentido, adote um hino pessoal, aquela música que te dá “gás” e a ouça em todos os treinos. Posteriormente, quando escutá-la em outras circunstâncias, sua mente irá associá-la aos momentos de malhação e isso ajudará a criar uma memória positiva referente ao treino. Logo, diminuirá as chances de você abandonar o novo hábito.

Adote uma recompensa de pós treino, para criar um novo gatilho. A recompensa pode ser um banho relaxante, assistir um filme, fazer o hobby preferido…


Pré-Treino

Aquecimento

Aqueça sua musculatura antes de alongar, assim, você evita lesões e diminui a frequência cardíaca. Para aquecer, você pode caminhar, correr ou fazer dez minutinhos de flexão. Entretanto, se pretende fazer exercícios mais pesados, aqueça por 20 ou 30 minutos.

Aguarde até que seu batimento caia para até 120 bpm, após o aquecimento. Caso não possua um monitor digital para aferir a frequência cardíaca, faça de forma manual.

Alongamento

O alongamento além de preparar sua musculatura para o treino, traz flexibilidade, elasticidade, ativa a circulação sanguínea, gera maior amplitude do movimento muscular e ao mesmo tempo, corrige a postura.

Abaixo, confira o vídeo:


Aeróbico e Musculação, entenda as diferenças

Para um bom treinamento, é importante saber as diferenças entre o treino aeróbico e a musculação, e para que serve cada um.

Aeróbico

Como exemplos de atividades aeróbicas, temos: spinning, natação, corrida e dança. Em primeiro lugar, a principal fonte de energia do organismo, durante o treino aeróbico é a gordura. Neste caso, diversos grupos musculares são trabalhados de forma rítmica e veloz.

Nesse sentido, são ótimos para quem tem o objetivo de perder calorias, aumentar o metabolismo, ampliar o fluxo sanguíneo dentro dos músculos e melhorar a capacidade cardiorrespiratória.

Musculação

A musculação, entretanto, é voltada para o ganho de massa magra. Portanto, trabalha grupos musculares específicos, contraindo-os a partir de estímulos gerados por pesos, provenientes do próprio corpo ou de barras e alteres.

Como resultado, modelam o corpo, aceleram o metabolismo, melhoram a postura e auxiliam no emagrecimento.

Aeróbico primeiro, musculação depois

Agora que você sabe a diferença entre esses dois treinos, é importante ressaltar que os dois ajudam no emagrecimento, porém de maneira diferente.

O Aeróbico “queima mais” gordura que a musculação, contudo, apenas durante a execução dos exercícios. Por exemplo, se o treino durar 40 minutos, o individuo queimará caloria durante esse período.

Em contrapartida, a musculação permite que o organismo continue queimando gordura por até 15 horas após o treino. Isso acontece porque a musculação provoca alterações fisiológicas no corpo e acaba exigindo um tempo maior para que a musculatura de recupere.

Desse modo, para ajudar na potencialização do seu treino, comece pelo aeróbico e finalize com a musculação. Dessa forma, seu corpo continuará a queimar calorias mesmo após o fim do treinamento.

Caso você disponibilize de pouco tempo, opte por malhar em casa através do HIT, um treinamento rápido de alta intensidade que dura em média 15 minutos e proporciona grande queima calórica!

Veja +
() Comente pelo Facebook