Qual o prazo para troca de um produto? - Portal de dicas!

Informática

Culinária

Moda

Games

Automóveis

Viagens

Educação

Música

Cinema

Meio Ambiente

Relacionamento

Política

Saúde

Dicas Diversas

Você está em: Home » Qual o prazo para troca de um produto?
Qual o prazo para troca de um produto?
Por Rodrigo | Publicado em 6 de agosto de 2015 ás 12:22

Vendendo-troca-dik-dica-confiabilidade

De acordo com o código de defesa do consumidor (CDC) a troca de produtos é um direito de todos os consumidores, porém a mesma deve ser apoiada em leis claras e contato direto com a empresa que vendeu o produto. Conhecer essas regras e saber como usá-las a seu favor, pode ser um bom ponto de partida para maior satisfação nas suas compras.

Dicas sobre a troca de produtos estipulada por lei:

1- Conhecer os prazos para solicitar a troca;

Saiba que por lei os fabricantes e fornecedores possuem um prazo legal de 30 dias úteis a partir da reclamação para sanar o problema do produto. Embora algumas empresas não respeitem essa norma, ela é uma lei e você pode (e deve) exigir o seu cumprimento.

 

2- Entender que as trocas serão feitas de acordo com as leis;

Segundo a legislação vigente após o período de 30 dias o consumidor tem direito de exigir um produto similar ao adquirido em perfeitas condições, o ressarcimento do valor pago ou um abatimento proporcional do preço do produto. Vale ressaltar que se o fornecedor decidir substituir apenas a parte do produto defeituosa desde que não comprometa nenhuma característica do produto, diminuir seu valor ou quando o produto em questão for considerado essencial (Ex: geladeira) as exigências podem ser feitas antes dos 30 dias.

 

3- Fique atento com contratos;

Atente-se e leia qualquer contrato antes de assiná-lo para que você não assine algum termo que isente a empresa do ressarcimento  em caso de defeito ou insatisfação. Algumas empresas não assumem responsabilidade sobre defeitos aparentes e há ainda aquelas que exigem que o consumidor responda questionários no ato da compra e/ou entrega em que dependendo das respostas dadas uma eventual reclamação por parte do consumidor poderá não ser atendida. Em ambos os casos as empresas estariam contrariando os direitos do cliente pré-estabelecidos pelo CDC.

 

4- Conheça quais obrigações são suas e quais se referem a empresa que vendeu;

Lembre-se que as grandes redes de varejo estão espalhadas nas principais cidades de todo país porém a assistência técnica especializada que respondem como um canal de resolução dos defeitos e problemas não são tão fáceis de encontrar. Procurar a empresa, atentar-se aos prazos e cobrar as exigências é uma obrigação do consumidor. Localizar e fazer contato com a assistência técnica é uma obrigação da empresa.

 

5- Diferencie os tipos de produtos e os tipos de defeitos;

As leis podem sofrer variações com o produto ou defeito. No caso de produtos eles podem ser divididos em duráveis  e não-duráveis. Os duráveis são definidos como aqueles que devem possuir vida útil longa como eletroeletrônicos, móveis, eletrodomésticos, etc. Os não-duráveis são definidos por prazos curtos, como por exemplo alimentos. Segundo o artigo 26 do CDC apos a compra o consumidor possui 30 dias úteis para reclamação referente a produtos não-duráveis e 90 dias úteis para reclamar os produtos considerados duráveis.

Quanto aos defeitos, estes podem ser considerados aparentes ou ocultos. Os aparentes estão relacionados com a integridade física do produto como por exemplo um arranhão na superfície do freezer, já os ocultos estão na maior parte das vezes relacionados com a utilização e funcionamento do produto como por exemplo um defeito no motor da geladeira. Neste caso os prazos são de 30 dias para defeitos aparentes e 90 dias após detecção do defeito para casos de defeitos ocultos.

 

6- Saiba onde reclamar;

De acordo com o artigo 18 do CDC o consumidor tem direito de reclamar tanto com a loja que vendeu o  produto a ele quanto diretamente com o fabricante. Saiba analisar cada caso e decidir pra quem reclamar em caso de troca e/ou defeito.

 

7- Direito de arrependimento;

Especialmente nos casos de compras online onde o cliente não tem possibilidade de avaliar o produto fisicamente antes da compra o CDC garante ao consumidor o direito de arrependimento pela compra. Conta-se 7 dias úteis apos o cliente ter recebido o produto para solicitar a devolução, reclamação ou troca.

 

Veja +
() Comente pelo Facebook