Pix: Dicas de como usar a nova ferramenta de pagamentos online

Informática

Culinária

Moda

Games

Automóveis

Viagens

Educação

Música

Cinema

Meio Ambiente

Relacionamento

Política

Saúde

Dicas Diversas

Pix: Dicas de como usar a nova ferramenta de pagamentos online
Por Dayane Grima | Publicado em 4 de novembro de 2020 ás 17:28
Pix: Dicas de como usar a nova ferramenta de pagamentos online

Recentemente o Banco Central criou o Pix, um novo sistema de pagamentos online que promete facilitar nossas vida. Portanto, se você ainda não entendeu , preste bem atenção nas dicas que reunimos aqui.

Disponível em todos os bancos a partir do dia 16 de novembro, clientes de qualquer instituição financeira cadastrada no Banco Central poderão realizar transações, como por exemplo, pagamentos e transferências , 24 horas por dia , 7 dias por semana.

Agora que você já sabe o que é , vamos aprender a usar.

Chaves Pix

A Chave Pix é como se fosse um “apelido” para a sua conta, em outras palavras, é o meio que poderá ser usado para fazer o pagamento e/ou transferência.

Pessoas físicas podem registar até 5 chaves por conta, e as jurídica até 20. Lembrando que não existe limites total de chaves que uma pessoa (física ou jurídica) pode cadastrar , somente por conta.

São quatro os tipos de chaves que podem ser adicionadas: CPF ou CNPJ, número de telefone, e-mail e as chaves aleatórias, que são as chaves criadas no aplicativo do seu banco.

Entretanto, não é possível adicionar uma mesma chave em mais de uma conta. Por exemplo: se você usar o seu CPF em uma conta, não poderá adicioná-lo em outra , a menos que você faça a portabilidade.

Segurança

  • Use apenas os canais oficiais do seu banco, como por exemplo, o aplicativo baixado em seu celular. Através dele, o sistema deve conferir se você tem acesso àquela conta de e-mail ou celular cadastrados, enviando um SMS de confirmação, por exemplo, e só depois validará as chaves.
  • Nunca forneça sua senha a terceiros. A chave reúne todas as informações necessárias para realizar o pagamento. Sendo assim, ainda que solicitado, desconfie e nunca forneça.
  • Não instale programas, nem abra arquivos em anexos. Todos os passos de pagamento e recebimento são realizados diretamente na opção Pix da sua instituição bancária.

O Pix é gratuito

Atualmente os bancos cobram taxas para transferências, e com o Pix isso acabou. Então, preste atenção se seu banco cobra taxas adicionais nas transferências realizadas pelo Pix, pois elas devem ser totalmente gratuitas.

Vale lembrar que para vendas diretas e pessoa jurídica, pode existir uma cobrança. Nesse caso, verifique com seu banco e evite surpresas.

Pagamentos creditados em até 10 segundos

Com o Pix, não existe mais prazo de compensação. As transferências e pagamentos são realizados imediatamente após a tela de confirmação, ou seja, a transação leva em média 10 segundos para ser efetuada.

Caso você realize uma operação financeira e o dinheiro não caia na mesma hora na conta de destino, alguma coisa está errada. Neste caso, procure o banco para saber o que aconteceu.

Mantenha o aplicativo do banco sempre atualizado

Essa é uma dica super importante. De tempos em tempos os desenvolvedores dos app atualizam seus softwares, deixando eles cada vez mais leves, fáceis de usar, e o mais importante, aumentam o nível de segurança.

Agora você está pronto para usar o Pix. Já cadastrou a sua chave?

Veja +
() Comente pelo Facebook