Estar infeliz em um relacionamento traz mais prejuízos para a saúde do que estar solteiro

Informática

Culinária

Moda

Games

Automóveis

Viagens

Educação

Música

Cinema

Meio Ambiente

Relacionamento

Política

Saúde

Dicas Diversas

Você está em: Home » Estar infeliz em um relacionamento traz mais prejuízos para a saúde do que estar solteiro
Estar infeliz em um relacionamento traz mais prejuízos para a saúde do que estar solteiro
Por Redação | Publicado em 29 de junho de 2016 ás 00:39

namoro feliz

A ciência mais uma vez comprovou a vericidade daquele dito popular “antes só do que mal acompanhado”. Um estudo divulgado recentemente no conselho de psicologia mostrou que, para a saúde, é melhor estar sozinho do que em um relacionamento infeliz. Por outro lado, relacionamentos de alta qualidade estão associados a uma melhor saúde mental e física.

O estudo foi realizado por pesquisadores novayorkinos da Universidade de Buffalo, que analisaram, ao longo de 2 anos, casais que se relacionam sérios. Os participantes responderam um questionário de perguntas com os seguintes fatores sobre seus relacionamentos: satisfação, críticas, hostilidade de cada parceiro, apoio, carinho, bondade, compromisso e comportamento fora do relacionamento. 

Os resultados mostraram que quanto mais as pessoas estiverem em relacionamentos longos e de alta qualidade, ou quanto mais rápido saírem de relações de baixa qualidade, melhor será sua saúde.

Segundo Ashley Barr, principal autora do estudo, relacionamentos com baixa qualidade estão relacionados a sintomas de depressão, problemas com álcool, drogas e prejuízos para a saúde em geral. “Os resultados sugerem que, para a saúde, é melhor ficar solteiro do que estar em um relacionamento ruim”, afirma a autora.

RELACIONAMENTO RUIM

Alguns estudos anteriores já haviam comprovados que relacionamentos instáveis causam problemas de saúde. Uma pesquisa publicada no periódico científico Psychosomatic Medicine mostrou que pessoas que têm poucas interações positivas com o seu cônjuge ou parceiro corriam um risco 8,5% maior de ter um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral (AVC) do que aquelas que tinham interações predominantemente positivas.

Outro estudo, publicado no periódico especializado Health Psychology, sugeriu que mulheres em casamentos felizes têm quatro vezes mais chances de sobrevivência a longo prazo depois de uma cirurgia de ponte de safena.

Entretanto, os cientistas ainda não sabem explicar por que esses relacionamentos têm impacto na saúde das pessoas.

Fonte: Revista Veja
Veja +
() Comente pelo Facebook