As 10 maiores epidemias da História da Humanidade - Portal de dicas!

Informática

Culinária

Moda

Games

Automóveis

Viagens

Educação

Música

Cinema

Meio Ambiente

Relacionamento

Política

Saúde

Dicas Diversas

As 10 maiores epidemias da História da Humanidade
Por Casttelo | Publicado em 11 de fevereiro de 2020 ás 17:51


O homem é um ser social. E desde sempre o convívio social se consolidou doenças dos mais diversos tipos surgiram e vitimaram muitas pessoas.
Epidemias são doenças que se espalham em algumas comunidades e regiões em determinadas épocas, acometendo um grande número de pessoas.
No decorrer dos séculos esses ataques mortíferos de doenças foram muito importantes na história da humanidade.
As 10 maiores epidemias que ocorreram na humanidade foram:
1- Varíola
Surgiu em 1500 a.C. e foi erradicada em 1980.
A origem dessa doença não é conhecida. As primeiras evidências do vírus foram encontradas em múmias do Egito antigo.
O vírus causava bolhas e cicatrizes em toda a pele do corpo e cegueira, sendo que 30% dos infectados morriam. A contaminação ocorria pelo contato com pessoas infectadas ou com objetos contaminados.
No século XVIII a doença matava cerca de 400000 por ano, entre as vítimas estão incluídos 4 reis.
No século XX a doença causou cerca de 500 milhões de mortes.
Edward Jenner descobriu a vacina que prevenia a Varíola no ano de 1798, mas a doença só veio a ser erradicada em 1980.

2- Malária
Surgiu em 2700 a.C. e ainda não foi erradicada.
Originou-se na antiguidade chinesa. Diversas regiões do mundo já foram acometidas por epidemias de Malária, principalmente regiões favoráveis ao desenvolvimento do mosquito.
A malária tem sintomas semelhantes a gripe, com presença de convulsões, podendo causar danos cerebrais sérios e levar a morte. A doença é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Anopheles que armazena o parasita responsável pela doença na sua saliva.
Em regiões mais pobres como Moçambique, Costa do Marfim e Angola a Malária é endêmica e mata milhões de pessoas por ano. Segundo a Organização mundial da Saúde a doença acometeu 249 milhões de pessoas somente no ano de 2010.
Atualmente ainda não existe uma vacina disponível contra a doença.

3- Lepra
Surgiu em 1350 a.C. e ainda não foi erradicada.
Os primeiros registros da doença estão nos hieróglifos da bíblia. Durante muito tempo a doença foi considerada incurável e mutiladora.
A contaminação da doença se dá por contato direto. Isso fez com que pessoas infectadas fossem obrigadas a viver isoladas da sociedade em Leprosarias por muito tempo. A doença causa manchas na pele e perda da sensibilidade, além de acometer os nervos periféricos seriamente.
Com diversas epidemias em diferentes épocas e locais do planeta. Atualmente a doença é quase inexistente em países desenvolvidos. A ONU, no entanto, lista 91 países afetados, entre eles o Brasil.
Atualmente a Lepra é tratada com antibióticos. Em 1988 o Venezuelano Jacinto Convit ganhou o prêmio mundial de Medicina por desenvolver a vacina curativa da Lepra.
Apesar disso, a doença ainda não foi erradicada e 700.000 novos casos são detectados todo ano no mundo.

4- Peste Negra
Surgiu na china em 1343 e ainda não foi erradicada.
Considerada umas das doenças mais devastadoras da história da Humanidade. Esta praga reduziu a população mundial de 450 para 350 milhões de pessoas no século XIV.
A doença é transmitida pela picada de pulgas e acomete os pulmões chegando a matar 90% dos infectados.
O tratamento pode ser feito com antibióticos, reduzindo a taxa de mortalidade. Devido a isso, atualmente existem poucos casos diagnosticados.
A peste negra gerou vários impactos e consequências religiosas, sociais e econômicas, afetando drasticamente o curso da história europeia.

5- Sífilis
Surgiu em 600 a.C. na Grécia antiga e ainda não foi erradicada.
A doença já apresentou diversos surtos em vários lugares do mundo e matou milhões de pessoas ao longo da história.
É uma doença sexualmente transmissível e que pode ser passada de mãe para feto.
O tratamento efetivo para a doença foi descoberto em 1906. Infelizmente a OMS estima que existem 37 milhões de infectados e 11 milhões de novos casos a cada ano no mundo.

6-Tifo
Surgiu em 430 a.C. na Grécia antiga e ainda não foi 100% erradicada.
A doença é causada pelas bactérias do gênero Rickettsia.
Como a miséria apresenta as condições ideais para a proliferação, o tifo está ligado a países do Terceiro Mundo, campos de refugiados e concentração, ou guerras.
Ao longo da história são relatadas epidemias da doença na Grécia antiga, Rússia e Irlanda. Dizimando grandes volumes de pessoas.
A Contaminação se dá pela picada de pulgas e piolhos contaminados.
Existe Tratamento à base de antibióticos, mas a doença já causou cerca de 3 milhões de mortes entre 1918 e 1922. Em alguns países a doença foi erradicada, no entanto ainda existem casos da doença atualmente.

7-Cólera
Conhecida desde a Antiguidade, teve sua primeira epidemia global em 1817.
Desde então diversos novos ciclos epidêmicos de tempos em tempos são identificados.
Estima-se que a doença já vitimou centenas de milhares de mortos no mundo.
A contaminação se dá por meio de água ou alimentos contaminados e se não for tratada pode levar à morte.

8-Gripe espanhola
O vírus Influenza é um dos maiores vilões da humanidade.
A mais grave epidemia foi nomeada de gripe espanhola, embora tenha feito vítimas no mundo todo.
O vírus propaga-se pelo ar, por meio de gotículas de saliva e espirros.
Os sintomas são fortes dores de cabeça e no corpo, calafrios e inchaço dos pulmões
O vírus está em constante mutação, por isso o homem nunca está totalmente imune.
As vacinas antigripais previnem a contaminação com formas já conhecidas do vírus.
A doença fez cerca de 100 milhões de vítimas, ou seja, dizimou 5% da população mundial em 1918. A doença nessa época inclusive chegou a matar o presidente do Brasil.
Em 2019 o vírus H1N1 voltou a assustar a população mundial, mas as mobilizações a favor da vacinação impediram que a epidemia se alastrasse novamente.

9- Tuberculose
Os primeiros sinais dessa doença foram encontrados em esqueletos de 7 000 anos atrás.
E ao longo da história diversos surtos epidêmicos da doença ocorreram em diversos lugares do planeta. Matando mais de 1 bilhão de pessoas.
O combate foi intensificado em 1882, após a identificação do bacilo de Koch, causador da tuberculose.
Nas últimas décadas, ressurgiu com força nos países pobres, incluindo o Brasil, e como doença oportunista nos pacientes com Aids.
A doença é altamente contagiosa, transmite-se de pessoa para pessoa, através das vias respiratórias e escarros e ataca principalmente os pulmões.
Atualmente o Tratamento é feito à base de antibióticos e o paciente é curado em até seis meses.

10-Aids
A doença foi identificada em 1981, nos Estados Unidos, e desde então foram mais de 22 milhões de mortes em todo o mundo. Sendo considerada uma epidemia grave pela Organização Mundial de Saúde.
O vírus HIV é transmitido através do sangue, do esperma, da secreção vaginal e do leite materno.
A doença destrói o sistema imunológico, deixando o organismo suscetível a outras doenças.
Não existe cura. Os soropositivos são tratados com coquetéis de drogas que inibem a multiplicação do vírus, mas não o eliminam do organismo

Veja +
() Comente pelo Facebook